METAFÍSICA | Alergias: rinite e sinusite, como tratar?

Não importa se você tem dinheiro ou não, é branco, vermelho ou amarelo, se tem vinte ou quarenta anos, se é alto ou baixo, você e eu compartilhamos o mesmo ar. O ar é um cara que não discrimina ninguém, um paizão!


O ar que estou exalando nesse momento pode ser sido respirado por você, ou por outra pessoa lá na Noruega! Legal, NE? Ar é Vida! Um minutinho sem ele nosso organismo começa a perecer, 5 minutinhos sem ele ficamos roxinhos. É o oxigênio o cara que alimenta e dá gás – literalmente – para nossos neurônios e todo o corpo.

Por esses e outros motivos o ar nos fala de sociabilidade, de compartilhar e interagir, logo, todos os desequilíbrios associados ao ato de inalar ar tem correlação ao que sentimos por nossos coleguinhas, familiares e os não-coleguinhas também, rs.


Rinite e sinusite, ô coisa chata! É uma irritação só! O ar nos irrita as vias aéreas, os olhos, tudo coça e nosso organismo começa a querer colocar esses fungos e ácaros para fora de qualquer jeito e com isso espirra, espirra, espirra!


Nossa rinite melhora e muito quando transformamos o ambiente, quando adaptamos este à nossa necessidade ou capricho, quando limpamos nosso ar seja de fungos, ácaros oooou da presença de pessoas, porquê de certa forma nos irrita compartilhar o ar e estar na presença delas e também acontece mediante certas situações que nos irritam e de certa forma não podemos mudar.


Em contrapartida nosso delicado narizinho é o ponto do orgulho, e por vezes a irritação vêm dele, sabe! Nos sentimos tão, tão, tão, que é uma afronta compartilhar ar com certas pessoas que não estão à nossa altura, sabecomé? Rs. Então, ele começa a coçar e nos irritar, pois o próprio elemento ar tem a particularidade de nos ensinar que não há separação e ninguém é melhor ou pior, mas você briga com ele e desenvolve essa tremenda alergia chamada rinite. Se a pessoa é alguém muito próximo, e se ela te irrita tão profundamente, você internaliza essa irritação numa sinusite, fica ‘inflamado’ com ela, mas nem você sabe disso, ops, não sabia!

Asma e Bronquite

Ar é vida. Não é interessante poluirmos aquele no qual não podemos viver sem? A poluição do ar também nos fala da poluição dos nossos pensamentos. Por isso, alguns lugares nos parecem irrespiráveis e alguns de nós se recusam de inalar o ar, de inspirar a Vida estranha que reside ali, e com isso elas desenvolvem a Bronquite ou um processo Asmático. Há um grande processo de resistência em relação à realidade, por isso a dificuldade de trazer o ar para dentro. Mas Monik muitas pessoas já nascem com bronquite ou asma! Sim, eu fui uma delas, e trabalhei conscientemente a aceitação da realidade e minha dificuldade em aceitar pessoas, situações ou idéias que me agrediam emocionalmente. Pessoas são diferentes e temos que aprender a conviver e respeitar seus pontos de vista. Mesmo quando se torna algo insuportável para nós, é necessário focarmos em nosso equilíbrio interno, pois não possível mudar ninguém, só a nós mesmos. Dessa forma, tive que aprender conscientemente a inspirar o ar profundamente e me permitir a aceitar e proporcionar vida dentro de mim, independente dos acontecimentos externos. Asma e bronquite são praticamente uma fobia social, procure perceber quais são os gatilhos, as situações que as despertam e não evite essas situações, mas procure tratar o sentimento que há por trás delas. Repare que diversas pessoas desencadeiam uma crise asmática quando passam por determinadas situações onde se sentem "sufocadas", onde emocionalmente o ar fica pesado, logo, irrespirável. Só lembrando que a metafísica parte do princípio de que todos os desequilíbrios são auto-criados e criados com o objetivo de nos proporcionar consciência por sermos obrigados a colocar atenção no desequilíbrio a ponto de senti-lo. O problema é, que aprendemos a atribuir as causas aos fatores externos, nos eximindo da responsabilidade da cura de nosso próprio corpo. Mas ela – a cura - está aí linda e livre ao alcance de todos nós! Nosso curador interno anseia por ser reconhecido!

(Aromatizador pessoal)


Faça você mesmo ou adquira na Aromas & Sinergias:

Use um aromatizador pessoal com as gotinhas relacionadas abaixo para cada caso. (Aromatizador pessoal é um cordãozinho com uma bolsinha onde colocamos um pedacinho de algodão dentro e pingamos as gotinhas para inalar aquele aroma durante o dia):

Sinusite: 3 gtas de Eucalipto (Globulus), 2 gtas de Lavanda e 3 gtas de Camomila Azul. Asma: 3 gtas de Eucalipto (Globulus), 2 gtas de Hortelã Pimenta e 3 gtas de Tomilho. Bronquite: 3 gtas de Eucalipto (Globulus), 3 gtas de Tomilho, 2 gtas de Hortelã Pimenta e 3 gtas de Camomila Azul.

(Tomilho)

Como fazer a Inalação? Reúna uma bacia pequena e uma toalha. Ferva 200ml de água e despeje na bacia, se posicione à frente da mesma e cubra a cabeça com a toalha para o vapor não dissipar no ambiente, adicione os óleos essenciais. Respire profundamente inalando todo aroma por cerca de 15 minutos, ou até perder o odor.

Atenção: Sempre adicione os óleos essenciais por último, pois eles são extremamente voláteis.

Fiz duas sinergias que tratam probleminhas de alergia e dificuldades para respirar, confira na na Loja Virtual: Rinite e Sinusite: Sinergia Ar Puro Asma ou Bronquite: Sinergia Aceitação Pingue de 2 a 3 gotinhas em seu aromatizador pessoal, fique inalando durante o dia, dê pequenas paradas e faça respirações profundas com o aroma. O

Observações muito Importantes:

1. Não confunda Óleo essencial com essência. É necessário o uso de óleos essenciais puros misturados à carreadores (cremes, óleo ou gel) para tratamentos que tenham contato com a pele. Já na aromatização de ambientes, você pode usar essências.


2. Nenhuma dessas indicações substituem a ida ao médico e o uso de remédios, use-as como terapia complementar, ok?

A Saber: " A porção gasosa do ar que respiramos é composta de aproximadamente 78% de nitrogênio e 21% de oxigênio, e a presença desses elementos normalmente independe de tempo e localização. O restante, para completar 100% da composição, é representado por um grande número de outros elementos químicos. Entre eles estão os chamados gases nobres como argônio (Ar), hélio (He), criptônio (Kr), xenônio (Xe), radônio (Rn) e o neônio (Ne), que são inertes, isto é, não produzem reações químicas com outras substâncias, e sua participação atinge 0,93% da composição do ar natural." Boa respiração! Monik Ornellas