METAFÍSICA | Gastrite, úlcera, azia e dificuldade de digerir a vida


Fotografia cedida por o admirador secretohttp://oadmiradorsecreto.net/categoria/fotos/d300/page/2

Terremotos, tsunamis e crises que se iniciam e ninguém sabe de onde veio, muito menos há uma previsibilidade para onde se vai. Essa inconstância abala tremendamente a profunda necessidade humana de saber onde está, se localizar, entender seu status e as probabilidades das situações, de forma a criar uma posição e com ela, a ação.


A cada surpresa é como se o homem recebesse um soco na boca do estômago. O fato é que ele está cada dia mais longe das possibilidades de controlar seu meio e com isso não consegue digerir o que fazer, nem para onde ir.

O trato digestivo nos fala de uma realidade que precisa ser mastigada, diluída, digerida, para que possamos separar o que nos pertencerá, abrindo mão daquilo que não nos serve mais. Para que essa digestão aconteça apropriadamente, é necessário saber onde nos posicionamos dentro de cada situação da vida. Sabe aquelas dinâmicas na vida que são difíceis de "engolir"?


Se o homem não consegue compreender, não consegue digerir, se não digerir, não terá condições de enxergar as verdades que lhes são necessárias descartando as experiências que não lhe acrescentam. Mas o que é de fato digerir dentro da visão metafísica?


E como resolver essa pendenga? O estômago está não só localizado, como diretamente ligado ao Chakra do Plexo solar, que nos fala da profunda necessidade de vivenciarmos nosso ego. É através dele que exercitamos na vida os aspectos temporários de quem somos.


Se precisamos controlar o meio, significa que não estamos interagindo com ele. Por termos uma natureza de imã dentro da realidade, aquilo que nos chega é exatamente a porção que atraímos, e muito disso está na certeza, ou a ausência dela, que mora dentro do plexo solar.

Quanto mais atentos e despertos estamos para a realidade, melhor podemos processar e digerir os fatos que nos cercam.


Importante: Digerir não é negar que eles existam, não é fingir que não existem, nem tentar mudá los a seu bel prazer.


Problemas de estômago falam de: controle, insegurança, ego ferido, arrogância, baixa estima, raiva de si mesmo, entre um milhão de outras possibilidades criadas mediante a necessidade de controlar. Como equilibrar? Um dos sistemas mais complexos de equilibrar para mim é o digestivo. a aromaterapia auxilia a acalmar, porém, o ideal é entrarmos em contato com as questões pessoais que nos "correm", para isso procure um terapeuta qualificado. Massagem! No alívio corporal, massagens e principalmente ventosas têm um resultado fenomenal. Elas ajudam a diminuir o nó gástrico e a toxidade local, dando um alívio para que você ganhe tempo e corra atrás das questões emocionais. Já fiz tratamentos com resultados fantásticos para: gastrite, azia, refluxo e dores estomacais por tensão emocional. Vale a pena! EFT! Emotional Fredoom Techniques - uma técnica pra lá de maravilhosa para liberarmos tudo que nos assola internamente, você pode fazer processos direcionados para sua questão gástrica. O alívio é certo! Se fizer tudo junto, melhorar ainda, pois uma complementa e reforça a outra. Se tiver dúvidas, faça contato comigo, será um prazer ajudar! Abraço! Monik Ornellas